Ouça agora na Rádio

N Notícia

FOTO:

Milho Safra 2016/2017

Condições das Lavouras em Abelardo Luz e crescimento

A melhoria dos preços do cereal, nesta safra influenciou positivamente os produtores a tomarem a decisão de investir na cultura do milho na safra de verão.
• Previsão de produção Nacional é de 83,8 milhões de toneladas (Conab/Ibge 2016).
• Safra nacional de verão prevê produção de 27,8 milhões de ton. (33% da produção nacional);
• Aumento médio de 6,4% de área semeada no Brasil na safra 16/17 X 15/16;
• Santa Catarina: aumento médio de 25% de área semeada na safra 16/17 x 15/16 (Conab/Ibge 2016).

ABELARDO LUZ
• Crescimento médio de 30% área de milho safra 16/17;
• safra 15/16 - 7000 hectares de milho;
• safra 16/17 - 9000 hectares de milho;
• Motivos do aumento área de produção de milho 1ª safra (2016/2017)
• Aumento do preço no mercado interno (custo de produção semelhante 16/17), o que também estimulou o produtor a aumentar o nível tecnológico.
• Aumento exportação (tx de câmbio);
• Redução estoques reguladores (quebra de produção 2ª safra 16/16 em algumas regiões do país);
• Oferta X demanda (consumo estadual maior que a produção, que vinha sendo cada vez menor devido ao preço pago na comercialização);
• Santa Catarina deve produzir 8,3 milhões ton milho safra16/17, produtividade média estimada para o estado de 7.100 kg/ha (Cidasc,2016);    
• Abelardo Luz produtividade média estimada 10.000 kg/ha, sendo estimado a produtividade 89.000 mil ton para safra 16/17.
• Bom momento para o produtor praticar a rotação de culturas (boa rentabilidade das lavouras milho x soja).

Condições das Lavouras em Abelardo Luz:
• As lavouras implantadas no início de setembro, embora em menor número, enfrentaram um período de escassez hídrica por alguns dias, que interferiu no estande das lavouras e favoreceu o ataque de pragas. As temperaturas abaixo do normal, para o período, provocaram atrasos no plantio. As lavouras implantadas em outubro foram favorecidas pelo clima mais estável, com chuvas frequentes e bem distribuídas, dando condições para que os produtores dessem continuidade ao plantio e tratos culturais. Atualmente 85% das lavoura encontram-se em estádio vegetativo e 15% iniciando o florescimento
• Previsão de consumo interno é de 55,5 milhões de ton(Conab/Ibge 2016).
• Previsão de exportação é 24 milhões de ton(Conab/Ibge 2016).    
• Estoque final para passagem 16/17 seria aproximadamente 2,5 meses de consumo interno nacional (Conab/Ibge 2016). Pontos a observar (Canal Rural/Notícias Agrícolas):
• EUA que é o maior produtor está exportando mais que o previsto;
• China que é o segundo maior produtor autorizou a exportação de 2.000.000 de ton.
• Argentina que retirou tributos de exportação do milho (soja é tributado).
• Mesmo com aumento de área os estoques finais encontram-se baixos, o que deve manter os preços praticados atualmente neste patamar, podendo variar um pouco com relação a disponibilidade para comercialização da safra 16/17 X exportações X câmbio.

FONTE: Marcelo Santana - Engenheiro Agrônomo da Coamo -
Link Notícia